Seguidores

20170126

PINTURA EM MARFINITE


Esta  é minha Pietá, a Nossa Senhora da Piedade. Meu marido é devoto de Nossa Senhora da Piedade. Filho de  mãe católica e pai não católico, ele não era batizado. Foi para a guerra colonial e quase morreu na Guiné, com uma violenta crise de paludismo. De tal modo que o mandaram para a Metrópole, pensando que era a única hipótese que tinha. Recuperado e como a sua profissão era militar, ele foi para Angola. Lá depois de uma emboscada pediu para se batizar. O capelão do acampamento o batizou, e ele escolheu para madrinha, Nossa Senhora da Piedade. Então quando fizemos 40 anos de casados, eu encomendei numa fábrica esta imagem. Claro que em bruto. Depois a lixei e pintei a meu gosto. E foi a minha prenda para ele.

1 comentário: