Seguidores

20170208

AINDA A PRINCESA


Ainda para o aniversário da neta, mas este para ela levar para a escolinha.  Disse-me depois que os meninos tinham gostado muito, e que não sobrara nem uma migalha

20170204

A PRINCESA FAZ ANOS...

Hoje é dia de aniversário da netinha. 8 aninhos e uma paixão por patins, e pela Luna. O ano passado eram os microfones e a Violeta. Criança é volúvel mesmo. E aqui está o bolinho que esta avó babada, acaba de lhe fazer, para a festinha. Que vos parece?

20170126

PINTURA EM MARFINITE


Esta  é minha Pietá, a Nossa Senhora da Piedade. Meu marido é devoto de Nossa Senhora da Piedade. Filho de  mãe católica e pai não católico, ele não era batizado. Foi para a guerra colonial e quase morreu na Guiné, com uma violenta crise de paludismo. De tal modo que o mandaram para a Metrópole, pensando que era a única hipótese que tinha. Recuperado e como a sua profissão era militar, ele foi para Angola. Lá depois de uma emboscada pediu para se batizar. O capelão do acampamento o batizou, e ele escolheu para madrinha, Nossa Senhora da Piedade. Então quando fizemos 40 anos de casados, eu encomendei numa fábrica esta imagem. Claro que em bruto. Depois a lixei e pintei a meu gosto. E foi a minha prenda para ele.

20170114

A ÚLTIMA CEIA




Uma das últimas pinturas que fiz em marfinite.  Marfinite , chamava-se antigamente a uma liga de resina e pó de mármore, estireno e catalizador. Não sei se hoje tem outro nome. A peça foi comprada em bruto numa fábrica, e o meu trabalho foi o de lhe dar cor e expressão.Levou-me dez dias até ficar assim, mas penso que valeu o esforço. Espero que gostem

Bom fim de semana

20170105

PINTURA SOBRE BARRO

UMA PEÇA DE BARRO VERMELHO DAQUELAS QUE SE VENDEM NAS FEIRAS.
DEPOIS DE PINTADA E ENVELHECIDA FICOU ASSIM. GOSTAM?

20161210

QUADRO EM 3 DIMENSÕES

Aqui foi utilizada a técnica de recorte e colagem . Para quem não saiba e quiser experimentar. Utilizam-se quatro estampas exatamente iguais, Passa-se uma camada de cola branca por cima de cada uma delas e deixa-se secar. Depois recorta-se pormenor a pormenor de três delas. Com cola quente, (eu utilizo aqueles bastões que se utilizam numa pistola ) todos os pormenores na estampa que está inteira. Com uns pingos de cola quente, daquela usada com uma pistola, que parece silicona e que fica em relevo, Tem que se ter o cuidado de ir moldando delicadamente as beiras do recorte, para que fico no ar mas a dar a ilusão de que pertence à estampa base. Então colam-se os pormenores da segunda estampa, usando o mesmo método, mas deixando de parte os pormenores que se quem mais profundas, (neste quadro, o fundo da estampa.)  Por fim colam-se os pormenores do que se quer com maior relevo ( neste caso, a mulher em primeiro plano e o chafariz) Esqueci dizer que deve contornar os recortes com tinta da china preta, a film de conferir mais profundidade e não ficar visível que são pedaços recortados. 
Para ficar com este ar de peça de madrepérola, depois de pronto, vai-se aplicando sucessivas demãos de cola branca. Tem que se ter o cuidado de deixar secar bem uma camada, antes de dar a seguinte.
Depois é só levar a uma casa de molduras e mandar fazer uma que dê relevo ao quadro. Tem que levar vidro, para que o quadro se mantenha sempre com a mesma aparência de acabado de fazer.
E pronto. Espero que gostem.