Seguidores

20080118

S. BENTO DA PORTA ABERTA

Milhares de peregrinos e devotos invadem ao longo de todo o Verão o recinto do Santuário de S. Bento da Porta Aberta, situado à entrada da serra do Gerês, para o pagamento das mais variadas promessas e rogar por novas benesses àquele que é tido como o maior santo milagreiro do Norte do País.
A extracção de cravos e outras doenças de pele tornou popular o antigo bispo e fundador da Ordem beneditina, mas hoje o povo atribui a sua intervenção em toda a espécie de situações, desde o 'mal ruim' - como o povo chama a tumores - e outras doenças do organismo humano, até problemas profissionais e familiares. O espaço de culto que se desenvolveu junto à albufeira da Caniçada, no concelho de Terras de Bouro, fica literalmente invadido de cravos, mas há também quem ali acorre levando figuras em cera, produtos agrícolas (galinhas, ovos e azeite), sal, objectos em ouro e avolumadas quantias em dinheiro, além das ofertas de bens imóveis, como terrenos. Há ainda uma coisa que todo o devoto sente necessidade de fazer sempre que vai a S. Bentinho, conforme carinhosamente o povo chama ao seu padroeiro eleito: beijar a imagem do santo e passar a mão ou um lenço pela estátua, para depois se benzerem. "É um rito que faço sempre que cá venho, para ter a sua bênção", explicou Aurora Gomes, com uma fé inabalável na intervenção do santo na sua vida e na dos seus familiares.


O Santuário de São Bento da Porta Aberta tem, segundo a tradição, origem numa ermida construída no local, por volta de 1640, cujas portas estavam sempre abertas, para servir de abrigo a quem passava.


A construção do actual Santuário iniciou-se em 1880, e ficou concluída em 1895, caracteriza-se pelos painéis de azulejos da capela-mor, que retratam a vida de S. Bento, assim como pelo retábulo de talha dourada.

O belo tecto do Santuário

Um dos altares laterais

O altar de S. Bento. Para quem nunca lá foi, a seguinte explicação. Existem umas escadas pelo exterior que permitem aos peregrinos entrar no altar, para tocarem a imagem do Santo e pagerem promessas.

Outro dos altares laterais. S. Bento é o templo não mariano com mais peregrinos em todo o País. Fica situado no parque natural da Peneda-Gerês, em pleno coração do Minho, e um dos mais belos lugares de Portugal.


O elevado número de peregrinos levou à construção de novas instalações perto do primitivo santuário, cujas obras foram concluídas em 2002, de que faz parte uma enfermaria para atendimento de peregrinos, com 14 camas.

Imagem da sala de culto no novo templo.

Grande , simples e luminosa.

Imagens dos claustros exteriores do novo templo
Belos painéis de azulejos adornam estes claustrosexteriores

O moderno elevador que dá acesso ao novo Santuário encravado em plena serra.
Paisagem circundante

Uma residencial, mesmo em frente ao Santuário

BOA VIAGEM. BOM FIM DE SEMANA.

(As fotos são minhas, o texto foi em parte retirado da net)

7 comentários:

Jose Gonçalves disse...

Pois é minha amiga. "S.Bentinho da Porta Aberta" como lhe chamam carinhosamente lá para aqueles lados.
Como a vida é cruel minha amiga. Vale-me de vez em quando dar lá um pulinho ou então estas ajudas dos amigos. Obrigada Elvira por mais esta partilha do coração do meu Minho.
O mais interessante para mim deste Santuário é que em determinadas romarias, o pessoal das redondezas vai em grupos e por lá fica, mesmo em tendas. São famosas estas romarias.
Deixo-lhe um abraço
José Gonçalves

Anónimo disse...

Quando vou ao Minho, vou sempre até lá.
bjs

Brancamar disse...

Amiga Elvira,
Bela reportagem e fotografias!
Um ponto de referência aos pés da paisagem luxuriante do Parque Natural Peneda-Gerês. Bonitos os azulejos que representam a vida de S. Bento e o retábulo de talha coberto a ouro, mas devo confessar que não sou muito praticante e apesar de ainda há dois anos ter passado férias no Gerez e por lá ter andado muitos anos em quase todos os fins de semana prolongados e férias de Páscoa, só parei por S. Bento umas três a quatro vezes. Costuma-se dizer "Santos de ao pé da Porta não fazem milagres", é um pouco isso.
No entanto, acho o Santuário muito lindo e o ano passado tive a oportunidade de o ver a partir do rio, num maravilhoso passeio de barco pelo rio Cávado e Albufeira da Caniçada e que faz depois uma incursão e abordagem no rio Homem para o lado do Gerez e no Rio Caldo donde se avista a uma certa distância a majestade do santuário encravado na montanha.
Fico feliz por ver retratada aqui a beleza do Norte e só agora descobri que tinha mais abaixo Ponte da Barca, vou já lá, é uma perdição para mim, esses rios do interior do Minho e Arcos de Valdevez com a sua praia fluvial!
Nem continuo senão não parava.
Obrigada Elvira
Beijinhos

paideleo disse...

Precioso lugar.
En Galiza temos a san Bieito como santo avogoso que cura espullas no corpo e asi curou meu irman as suas polo ofrecemento de aceite de minha nai.
A ver se tenho ocasion de visitar o s. Bento das Portas Abertas algun dia.

rui disse...

Não só S. Bento, mas todo o Gerês é uma zona mt bonita, a merecer uma visita.

Benó disse...

Não conheço o S.Bento de Porta Aberta mas as fotos são bem elucidativas da beleza do lugar. Parabéns.
Tenha uma boa semana.

xpressoes disse...

O S. BENTINHO DA PORTA ABERTA É O MEU PROTETOR,SINTO SEMPRE A SUA PROTEÇÃO ASSIM COMO A DE MEU FILHO , É UM SANTO POR QUEM TENHO MUITO AMOR E ME ENSINA MUITA COISA, TODOS OS DIAS. EU SEI QUE ESTOU PROTEGIDA POR ELE.
OBRIGADO

TERESA GUIMARÃES